ENDOCRINOLOGIA – NEUROENDOCRINOLOGIA: DIAGNÓSTICO DE HIPOTIREOIDISMO – PACIENTES QUE APRESENTAM FADIGA, INTOLERÂNCIA AO FRIO, DEPRESSÃO, CONSTIPAÇÃO, PELE SECA, DEVE-SE SEMPRE SUSPEITAR DE HIPOTIREOIDISMO, PORTANTO, UM EXAME DE SANGUE DEVE SER FEITO PARA CONFIRMAR O DIAGNÓSTICO.

Quando o hipotireoidismo está presente, os níveis sanguíneos de hormônios tireoidianos geralmente estão diminuídos. No enntanto no início de um hipotireoidismo as dosagens dos hormônios tireoidianos (tiroxina – T4, triiodotironina – T3) geralmente estão normais, portanto o principal exame para se diagnosticar o hipotireoidismo é o hormônio tireoestimulante (TSH), porque quando os níveis sanguíneos dos hormônios tireoidianos estiverem baixos (tiroxina – T4, triiodotironina – T3) o hormônio tireoestimulante (TSH) estará aumentado para estimular a glândula tireóide a produzir mais hormônio tireoidiano. Como já mensionado anteriormente o hormônio tireoestimulante é produzido pela hipófise. Este aumento de hormônio tireoestimulante (TSH) pode preceder a queda dos hormônios tireoidianos por meses ou anos (hipotireoidismo sub-clínico). Os níveis sanguíneos de hormônio tireoestimulante devem estar elevados quando ocorre o hipotireoidismo. No entanto, pode ocorrer uma exceção. Se houver diminuição dos hormônios tireoidianos devido a alterações na hipófise ou no hipotálamo, em seguida os níveis sanguíneos do hormônio tireoestimulante, normalmente estará baixo. Este é um caso de “hipotireoidismo secundário” ou “terciário”. Um teste especial, conhecido como teste de tireotrofina (TRH), pode ajudar a diferençar se a doença é devido à hipófise ou hipotálamo.
O exame de sangue acima confirma o diagnóstico de hipotireoidismo, mas não aponta para uma causa subjacente. O importante é a combinação de história clínica do paciente

O hipotireoidismo subclínico é?

O hipotireoidismo subclínico se refere a um estado em que os pacientes não apresentam os sintomas do hipotireoidismo. Estes pacientes também apresentam uma quantidade normal de hormônios tireoidianos circulantes. A única anormalidade é um aumento da TSH sobre o seu trabalho de sangue. Isto implica que a glândula pituitária está trabalhando duro extra para manter um nível de hormônio da tireóide normal circulação e que a glândula tiróide requer estimulação extra pela hipófise a produzir hormônios suficientes. A maioria destes pacientes podem ser esperados para progredir para hipotireoidismo óbvio, especialmente se o TSH estiver acima de um determinado nível.  Embora haja alguma controversa, muitos endocrinologistas irá tratar esses pacientes, especialmente se eles têm um nível alto de colesterol no sangue. O perfil de colesterol anormais provavelmente vai mostrar melhora com a reposição hormonal da tiróide. Se os níveis de colesterol são normais, e o paciente se sente bem, é também razoável para acompanhar esses pacientes sem tratamento e repetir o TSH de sangue e os níveis de hormônio da tireóide em 4 a 6 meses para ver se mais significativo o hipotireoidismo é aparente. Ambas as abordagens são razoáveis e os pacientes devem ser encorajados a falar com seus médicos sobre as preocupações e preferências específicas.

O que é melhor para você?

Se você está preocupado que você pode ter hipotireoidismo, você deve mencionar os seus sintomas ao seu médico. Um simples exame de sangue é o primeiro passo no diagnóstico. De lá, você e seu médico pode decidir quais os próximos passos devem ser. Se o tratamento é garantido, é importante que você informe o seu médico de quaisquer dúvidas ou preocupações que você tem sobre as opções disponíveis. Lembre-se que a doença de tiróide é muito comum e, em boas mãos, o hipotireoidismo é facilmente abordados e tratados. Hipotireoidismo se refere a qualquer Estado em que a produção de hormônio da tiróide é abaixo do normal. Há muitas doenças que resultam em hipotireoidismo. A glândula tireóide é regulada por uma outra glândula que está localizada no cérebro, a hipófise. O hipotireoidismo é uma condição muito comum. Os sintomas do hipotireoidismo são muitas vezes sutis.
Um exame de sangue é utilizado para confirmar o hipotireoidismo. Com exceção de determinadas condições, o tratamento do hipotireoidismo necessita de medicação de vida longa.
AUTORES PROSPECTIVOS
Dr. João Santos Caio Jr
Endocrinologia – Neuroendocrinologia
CRM: 20611
Dra.Henriqueta V. Caio
Endocrinologia – Medicina Interna
CRM: 28930
Como Saber Mais:
1. Os sintomas do hipotireoidismo incluem fadiga, letargia, e diminuição do desempenho cognitivo?
http://hipotireoidismosubclinico.blogspot.com
2. É questionado no meio científico e clínico, os horários de tomada desses hormônios tireoidianos de reposição ou controle?
http://tireoidecontrolada.blogspot.com
3.Hipotireoidismo subclinico, poderá levar um aumento da massa corporal?
http://endocrinologiaclinica.blogspot.com 
AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO
DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOBRAFICA. 
Referências Bibliográficas:
Shayri M. Kansagra, BS; Christopher R. McCudden, PhD; Willis S. Monte, MD, PhD: 2010/06/10; Medicina Laboratorial. 2010; 41 (6) :229-348. © 2010 Sociedade Americana de Patologia Clínica.
Contato:
Fones: 55 (11) 5087-4404 ou 6197-0305
Nextel: 55 (11) 7717-1257
ID:111*101625
Rua Estela, 515 – Bloco D – 12º andar – Conj 121/122
Paraiso – São Paulo – SP – Cep 04011-002
e-mails: drcaio@vanderhaagenbrasil.com
drahenriqueta@vanderhaagenbrasil.com
vanderhaagen@vanderhaagenbrasil.com 

Site Clinicas Caio
http://drcaiojr.site.med.br/
http://dracaio.site.med.br/

Site Van Der Haagen Brazil
www.vanderhaagenbrazil.com.br
www.clinicavanderhaagen.com.br

Google Maps:
About these ads

Sobre vanderhaagenclinic

MEMBRO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ENDOCRINOLOGIA MEMBRO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE DIABETES ACTIVE MEMBER OF THE NEW YORK ACADEMY OF SCIENCES – USA MEMBRO DA AMERICAN ASSOCIACION FOR THE ADVANCEMENT OF SCIENCE – WASHINGTON – DC – USA ADA – AMERICAN DIABETES ASSOCIATION – USA ASSESSOR CIENTÍFICO EXTERNO NOVARTIS LABORATORIES – BASILÉIA – SUÍÇA MEMBRO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CLIMATÉRIO MEMBRO MASTER OF SOCIETY FOR ENDOCRINOLOGY – LONDON – UK HARVARD MEDICAL SCHOOL – BOSTON -USA – CONTINUOING EDUCATION COURSE JOSLIN MEDICAL CENTER – BOSTON – USA. COLÉGIO BRASILEIRO DE RADIOLOGIA – OSTEOPOROSE PESQUISADOR FASE 4 – LABORATÓRIO SANDOZ PESQUISADOR FASE 4 – PINDOLOL – LABORATÓRIO SANDOZ PESQUISADOR FASE 4 – FENIL PENTOL + BROMETO DE BENECTOMIO LABORATÓRIO BOEHRINGER INGELHEIM PESQUISADOR FASE 4 – CIPROTERON ACETAT – LABORATÓRIO SCHERING AG – COM PROFESSOR J.P.HAMERSTEIN – UNIVERSIDADE DE BERLIM – ALEMANHA PESQUISADOR FASE 3 – NATEGLINIDA – LABORATÓRIO NOVARTIS PESQUISADOR FASE 3 NATEGLINIDA +METFORMINA – LABORATÓRIO NOVARTIS/2002 – BASILÉIA – SUÍÇA MEMBRO DA AMERICAN CHEMICAL SOCIETY COLUMBUS,OH USA MEDICINA OCUPACIONAL MÉDICO DO TRABALHO DA GENERAL MOTORS DO BRASIL – SETOR DE MONTAGEM DE VEÍCULOS AUTOMOTORES – MVA – 1973/1976 MÉDICO DO TRABALHO RESPONSÁVEL PELO TRECHO 15 RODOVIA DOS IMIGRANTES – CAMARGO CORREIA MÉDICO DO TRABALHO RESPONSÁVEL PELO LABORATÓRIO COLLINS – 1976/1979 MÉDICO DO TRABALHO RESPONSÁVEL PELA METALÚRGICA VULCÃO – 1980 MÉDICO DO TRABALHO RESPONSÁVEL PELA ÁGUA SANITÁRIA SUPER GLOBO – 1986
Esse post foi publicado em TIREÓIDE. Bookmark o link permanente.