ENDOCRINOLOGIA – NEUROENDOCRINOLOGIA: AS LESÕES HIPOFISÁRIAS LEVAM AO HIPOTIREOIDISMO.

A lesão hipofisária, pode resultar, após uma cirurgia no cérebro ou se houve uma diminuição do suprimento de sangue para a área. Nestes casos de lesão da hipófise, o hormônio tireoestimulante (TSH) que é produzido pela hipófise, é deficiente e os níveis sanguíneos de hormônio tireoestimulantes (TSH) são baixos. Como a hipófise, não estimula a glândula tireóide por diminuição da produção do hormônio tireoestimulante (TSH) pela hipófise,  desenvolve-se o hipotireoidismo. Esta forma de hipotireoidismo pode, portanto, distinguir-se do hipotireoidismo causado pela doença da glândula tireóide, em que o nível elevado de hormônio tireoestimulante (TSH) tenta compensar, estimulando a tireóide devido a baixa produção dos hormônios tireoidianos. Normalmente, o hipotireoidismo decorrente de uma alteração da hipófise ocorre em conjunto com outras deficiências hormonais, uma vez que a hipófise regula outros processos como crescimento, reprodução e função adrenal. 

Severa deficiência de iodo:

Há hipotireoidismo grave ocorrendo em cerca de 5 a 15% da população, nas áreas do mundo onde há deficiência de iodo na dieta. Exemplos destas áreas inclui-se Zaire, Equador, Índia, Chile é também observada uma severa deficiência de iodo em áreas montanhosas remotas, tais como o Andes e o Himalaia. Desde que se iniciou a adição de iodo ao sal de mesa e ao pão, a deficiência de iodo é raramente vista em países mais desenvolvidos, inclusive no Brasil.
AUTORES PROSPECTIVOS
Dr. João Santos Caio Jr
Endocrinologia – Neuroendocrinologia
CRM: 20611
Dra.Henriqueta V. Caio
Endocrinologia – Medicina Interna
CRM: 28930
Como Saber Mais:
1.O hipotireoidismo pode interferir na pressão arterial…
http://hipotireoidismosubclinico2.blogspot.com
2.Qual é o tipo mais comum de hipotireoidismo…
http://tireoidecontrolada.blogspot.com
3.Pode-se ter hipotireoidismo sub-clínico… 
http://hipotireoidismosubclinico2.blogspot.com
AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO
DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA.
Referências Bibliográficas:
Stella Stabouli; Sofia Papakatsika; Kotsis Vasilios Publish in: 2010/12/26; Cardiovasc Rev experts lá. 2010, 8 (11) :1559-1565. © 2010.
Contato:
Fones: 55 (11) 5087-4404 ou 6197-0305
Nextel: 55 (11) 7717-1257
ID:111*101625
Rua Estela, 515 – Bloco D – 12º andar – Conj 121/122
Paraiso – São Paulo – SP – Cep 04011-002
e-mails: drcaio@vanderhaagenbrasil.com
drahenriqueta@vanderhaagenbrasil.com
vanderhaagen@vanderhaagenbrasil.com 
Site Clinicas Caio
http://drcaiojr.site.med.br/
http://dracaio.site.med.br/
Site Van Der Haagen Brazil
www.vanderhaagenbrazil.com.br
www.clinicavanderhaagen.com.br
Google Maps:
http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl=pt&sll=
-23.578256,-46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie=
UTF8&ll=-23.575591,-46.650481&spn=0,0&t=h&z=17

Sobre vanderhaagenclinic

MEMBRO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ENDOCRINOLOGIA MEMBRO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE DIABETES ACTIVE MEMBER OF THE NEW YORK ACADEMY OF SCIENCES – USA MEMBRO DA AMERICAN ASSOCIACION FOR THE ADVANCEMENT OF SCIENCE – WASHINGTON – DC – USA ADA – AMERICAN DIABETES ASSOCIATION – USA ASSESSOR CIENTÍFICO EXTERNO NOVARTIS LABORATORIES – BASILÉIA – SUÍÇA MEMBRO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CLIMATÉRIO MEMBRO MASTER OF SOCIETY FOR ENDOCRINOLOGY – LONDON – UK HARVARD MEDICAL SCHOOL – BOSTON -USA – CONTINUOING EDUCATION COURSE JOSLIN MEDICAL CENTER – BOSTON – USA. COLÉGIO BRASILEIRO DE RADIOLOGIA – OSTEOPOROSE PESQUISADOR FASE 4 – LABORATÓRIO SANDOZ PESQUISADOR FASE 4 – PINDOLOL – LABORATÓRIO SANDOZ PESQUISADOR FASE 4 – FENIL PENTOL + BROMETO DE BENECTOMIO LABORATÓRIO BOEHRINGER INGELHEIM PESQUISADOR FASE 4 – CIPROTERON ACETAT – LABORATÓRIO SCHERING AG – COM PROFESSOR J.P.HAMERSTEIN – UNIVERSIDADE DE BERLIM – ALEMANHA PESQUISADOR FASE 3 – NATEGLINIDA – LABORATÓRIO NOVARTIS PESQUISADOR FASE 3 NATEGLINIDA +METFORMINA – LABORATÓRIO NOVARTIS/2002 – BASILÉIA – SUÍÇA MEMBRO DA AMERICAN CHEMICAL SOCIETY COLUMBUS,OH USA MEDICINA OCUPACIONAL MÉDICO DO TRABALHO DA GENERAL MOTORS DO BRASIL – SETOR DE MONTAGEM DE VEÍCULOS AUTOMOTORES – MVA – 1973/1976 MÉDICO DO TRABALHO RESPONSÁVEL PELO TRECHO 15 RODOVIA DOS IMIGRANTES – CAMARGO CORREIA MÉDICO DO TRABALHO RESPONSÁVEL PELO LABORATÓRIO COLLINS – 1976/1979 MÉDICO DO TRABALHO RESPONSÁVEL PELA METALÚRGICA VULCÃO – 1980 MÉDICO DO TRABALHO RESPONSÁVEL PELA ÁGUA SANITÁRIA SUPER GLOBO – 1986
Esse post foi publicado em TIREÓIDE. Bookmark o link permanente.